No ano em que Santarém celebra 40 anos do Festival Nacional de Gastronomia a Fundação Francisco Manuel dos Santos e o Círculo de Leitores identifica a criação do Festival Nacional de Gastronomia de Santarém, nos anos 80, como um acontecimento de destaque no Concelho e no País.

Estas entidades elaboraram uma cronologia da história de Portugal contemporâneo entre 1960 e 2018, que conta com 8000 acontecimentos de destaque. Trata-se do mais completo e mais abrangente trabalho cronológico sobre Portugal Contemporâneo, na continuidade e revisão da bem conhecida História de Portugal em Datas, também promovida pelo Círculo de Leitores, mas que terminava em 1996. Deste modo, com o saber que é reconhecido a estas entidades, contando com autoria de Paulo Silveira e Sousa, António J. Ramalho, Octávio Gameiro e com coordenação de António Barreto, o Festival Nacional de Gastronomia de Santarém mereceu destaque na história recente de Portugal.

Para o Presidente da Viver Santarém, João Teixeira Leite, é um importante reconhecimento que vem reforçar a valor imaterial deste evento e da estratégia definida pelo Município e pela Viver Santarém “trata-se de um importante evento nacional, a sua força e dinâmica justifica que Santarém viva ao longo do ano vários acontecimentos em torno da Gastronomia, é o que estamos a fazer e queremos dar a devida continuidade, somos a Capital da Gastronomia”.

Nota:

Esta cronologia está disponível, de forma interativa em: https://cronologias.ffms.pt/eventos?event=36389.