Regulamento concurso literário “Viver um conto (EM)NS tempo de Natal”

Preâmbulo

Vem a empresa municipal Viver Santarém instituir pelo presente regulamento o concurso literário “Viver um conto (EM)NS tempo de Natal” – o seu objectivo é promover as celebrações da quadra natalícia junto da comunidade da Escola Municipal de Natação de Santarém (EMNS), tendo em conta a actual situação pandémica e as indicações de permanência no domicílio assim como estimular a imaginação e criatividade dos nossos alunos através da escrita. 

Artigo 1º (Objecto)

  1. O presente regulamento define as normas que regem o concurso literário “Viver um conto de Natal” promovido pela empresa municipal Viver Santarém, e dirigido a todos os alunos da EMNS.
  2. O Prémio será revelado, no dia 16 de Fevereiro e destina-se a galardoar dois contos inéditos (um na categoria 8-12 anos e outro na categoria de > 12 anos).

 

Artigo 2º (Concurso)

  1. O presente concurso é publicitado na página da internet da Viver Santarém, nas instalações do Complexo Aquático e da Piscina do Sacapeito, assim como nas redes sociais da empresa nomeadamente Facebook e Instagram.
  2. São admitidas exclusivamente obras originais e inéditas escritas em língua portuguesa, relacionadas com a temática do Natal.
  3. O concurso está aberto a todos os alunos da EMNS, sendo o mesmo dividido em duas faixas etárias (8-12 anos) e (> 12 anos).
  4. Da obra inédita a concurso, deve o autor reger-se pelas seguintes regras:
  5. a) Texto em formato A4, paginado e escrito a espaço 1,5, letra tipo Times New Roman, tamanho 12;
  6. b) Para a faixa etária dos 8-12 anos o número mínimo de páginas será de 1 e o máximo de 5; para a faixa etária > 12 será de 3 no mínimo e 10 no máximo.
  7. c) Capa com o título da obra e pseudónimo do seu autor.
  8. d) Cada concorrente só poderá apresentar um trabalho.
  9. e) A participação implica a aceitação das normas do concurso.

 

Artigo 3º (Natureza do prémio)

O prémio será atribuído aos dois melhores trabalhos apresentados em cada uma das categorias a concurso e consiste na oferta de um bilhete familiar e de um pacote conforto para usufruir do Parque Aquático de Santarém no próximo verão e ainda de 10 entradas gratuitas na piscina interior para usufruir durante o próximo ano.

Artigo 4º (Júri do concurso)

  1. O júri será constituído por um elemento da Viver Santarém, por um elemento da Câmara Municipal e por um(a) escritor(a) do Concelho de Santarém.
  2. As deliberações do Júri são tomadas por maioria e da decisão final não haverá recurso.
  3. Não podem integrar o Júri quaisquer intervenientes, directos ou indirectos, nas obras a concurso.

Artigo 5º (Candidatura e prazo de entrega)

  1. A data limite para entrega dos originais é o dia 6 de Janeiro de 2021.
  2. As obras a concurso devem ser enviadas por correio electrónico para o e-mail eventosviversantarem@viversantarem.pt.
  3. Além da obra literária deverá ainda vir incluído no e-mail a identificação do autor e um contacto telefónico.

Artigo 6º (Direitos de autor)

  1. Ao participarem neste concurso, os autores cedem à Viver Santarém todos os direitos de reprodução e de propriedade, quer durante o concurso, quer em exposições ou publicações a serem desenvolvidas, a qualquer altura, pela Viver Santarém, sem prejuízo de edições futuras do autor ou por este contratadas de acordo com a legislação em vigor.

Artigo 7º (Apuramento e classificação)

  1. Após avaliação das obras e apuramento dos vencedores os resultados serão comunicados por correio electrónico aos participantes, na página de internet da empresa, assim como nas redes sociais da mesma e afixados nas instalações do Complexo Aquático e Piscinas Municipais do Sacapeito.

Artigo 8º (Informações)

  1. Qualquer dúvida e pedido de informação deve ser dirigido por correio electrónico para eventosviversantarem@viversantarem.pt.
  2. A organização entrará sempre em contacto com os concorrentes e premiados preferencialmente através de correio electrónico.

 

Artigo 9º (Considerações Finais)

  1. A participação no concurso implica o conhecimento e a aceitação integral deste Regulamento por parte dos concorrentes. O seu não cumprimento implica a não apreciação dos trabalhos pelo júri;
  1. Todos os trabalhos a concurso ficarão na posse da Viver Santarém, não sendo devolvidos.

Artigo 10º (Casos omissos)

  1. Os casos omissos e as dúvidas de interpretação são resolvidos pelo Júri, de cuja decisão não há recurso.